A Reunião de Outono da Confederação da Construção e do Imobiliário de Língua Oficial Portuguesa (CIMLOP) foi este ano, como aliás tem acontecido em anos anteriores, um evento que decorreu durante o Salão Imobiliário de Portugal (SIL2014) com a vantagem de se projetar no próprio Salão, onde alguns dirigentes da CIMLOP e empresários do sector participaram num riquíssimo debate sobre a internacionalização das economias.

A delegação de Angola, na qual a presença da Dra Branca do Espírito Santo, presidente da Associação dos Profissionais Imobiliários de Angola (APIMA) e fundadora e vice-presidente da CIMLOP, é sempre uma referência, foi uma das que esteve mais em evidencia, a par da do Brasil, não apenas na Reunião de Outono da CIMLOP mas também na participação no já referido debate sobre a internacionalização das economias, vista do ângulo do sector imobiliário,  

Tive aliás o grato prazer de sublinhar isto mesmo na Gala da Reunião de Outono, um encontro que é sempre uma boa oportunidade para uma reflexão entre amigos, e que teve lugar, mais uma vez, numa das joias da arquitetura de Lisboa, o mesmo e emblemático o palácio que já tinha aberto as suas portas para as tomadas de posse das duas equipas dirigentes que a CIMLOP já conheceu – a primeira e atual.

Há marcos formais – como as reuniões e até alguns encontros de outra natureza, entre os quais se incluem os jantares de gala – que são indispensáveis para cimentar a alma de instituições que, como a CIMLOP, devem unir pessoas e organismos que possuem muitos pontos e interesses em comum mas também algumas especificidades que diferem entre si.

Na CIMLOP, os empresários do imobiliário da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa têm vindo a criar condições para aproveitar melhor as oportunidades que se abrem ao sector neste universo de mais de 250 milhões de pessoas espalhados em todos os continentes. Sem nunca perderem de vista a ideia de que o imobiliário pode ser, e tem sido, um pilar do crescimento e do desenvolvimento de muitas economias.

Isto foi aliás um dos temas centrais da Reunião de Outono deste ano de 2014, encontro que entre outras decisões sublinhou, mais uma vez, a vocação da CIMLOP como plataforma de divulgação, em todas as direções, dos diversos mercados imobiliários deste universo. Na reafirmação – repito - dos próprios mercados imobiliários como barómetro do próprio desenvolvimento dos respectivos países.

Luis Lima

Presidente da CIMLOP
Confederação da Construção e do Imobiliário de Língua Oficial Portuguesa

presidente@cimlop.com