Destaques Imprensa

Destaques Imprensa



LISBOA RECEBEU ENCONTRO DE OUTONO DA CIMLOP

 

A capital portuguesa recebeu uma vez mais o Encontro de Outono da Confederação da Construção e do Imobiliário de Língua Oficial Portuguesa (CIMLOP), que decorreu entre os dias 18 e 20 de outubro, em paralelo com o Salão Imobiliário de Portugal (SIL 2017) que celebrou este ano o seu vigésimo aniversário.

 

Como habitual, os membros da CIMLOP visitaram o SIL 2017, confirmando o bom momento do mercado imobiliário português. Durante este Salão, duas as associações integrantes da CIMLOP, a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) e a Associação dos Profissionais Imobiliários de Angola (APIMA), assinaram um memorando de entendimento que prevê a cooperação institucional entre as duas entidades, nomeadamente no que concerne à formação dos profissionais do sector, tendo as restantes associações representadas apadrinhado este momento.

 

No dia 19, teve lugar o Jantar de Gala do Encontro de Outono da CIMLOP, que decorreu na Sala do Arquivo da Câmara Municipal de Lisboa, e que foi o momento da atribuição da Medalha de Ouro CIMLOP 207, uma distinção que é entregue a uma personalidade e/ou entidade que tenha uma importante envolvência no desenvolvimento do mercado imobiliário dos países lusófonos.

 

Nesta edição, a entidade eleita como Instituição do Ano 2017 foi o Novo Banco, uma distinção que se justifica pelo apoio que esta instituição tem dado à Presidência da CIMLOP e ao sector imobiliário, por apostar na sua promoção e internacionalização. Para receber esta Medalha, esteve Presente o Presidente do Novo Banco, Dr. António Ramalho. 

 

Já na qualidade de Personalidade do Ano CIMLOP, foi distinguido Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, devido ao trabalho que este tem desenvolvido no progresso do sector, sobretudo na cidade de Lisboa, promovendo a qualidade de vida e o desenvolvimento urbano. Também o apoio que este sempre deu à promoção do imobiliário além-fronteiras e à própria CIMLOP, cujo crescimento acompanha desde a sua criação, justificaram a distinção que lhe foi atribuída.

 

Neste Encontro teve ainda lugar a reunião de Direção da CIMLOP onde, por unanimidade, se decidiu o destino do  próximo Encontro de Primavera CIMLOP, que se realizará em Natal, Brasil, no primeiro semestre de 2018.

 

Os Encontros CIMLOP são uma alargada reflexão entre países que reúnem esforços  para encontrar soluções neste sector específico, numa Comunidade de mais de 250 milhões de pessoas espalhadas em todos os continentes e em economias que experimentam diferentes estados de desenvolvimento.

 

A presença da CIMLOP em Luanda incentivou a realização de uma Rodada de Negócios promovida pela APIMA, que contou com a presença de dezenas de empresários que apresentaram os seus serviços, dando corpo a uma das principais vocações da CIMLOP, que é a promoção e dinamização da atividade económica da fileira da construção e do imobiliário dos Países de Língua Oficial Portuguesa.

 

A APIMA organizou também um encontro alargado de Profissionais e Agentes Imobiliários, cujo objetivo principal foi o de incentivar o desenvolvimento do sector imobiliário em Angola, no sentido da profissionalização dos agentes com o intuito de os integrar no mercado formal, que exige o licenciamento e a fiscalização dos mesmos.

 

Como tal, Luís Lima, foi convidado a integrar este painel, que contou com oradores do Instituto Nacional da Habitação e da Administração Geral Tributária, para dar conhecimento da situação do imobiliário português e da importância da existência de um mercado formal, que combata a concorrência desleal e defenda os interesses do consumidor e do mercado.

 

As atividades deste Encontro terminaram com a visita do Presidente da CIMLOP à Embaixada de Portugal em Angola, onde apresentou cumprimentos ao senhor Embaixador, João Caetano da Silva, com quem debateu a situação da construção e do imobiliária em Portugal e Angola.

 

Uma vez mais a diversidade dos mercados da lusofonia fez-se notar em Luanda, refletindo a riqueza e importância da CIMLOP na promoção do mercado da construção e do imobiliário.

 

A Reunião de Outono da Direção da Confederação da Construção e do Imobiliário de Língua Oficial Portuguesa (CIMLOP), decorreu no dia 11 de outubro, nas instalações da Feira Internacional de Lisboa, em paralelo com o Salão Imobiliário de Portugal, e ficou marcada pelo pedido formal desta Confederação ao Conselho Empresarial da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CE-CPLP).
Este pedido formal foi entregue em mão pelo presidente da CIMLOP, Luís Lima, ao Comendador Jorge Rocha de Matos, Presidente da Assembleia Geral da CE-CPLP, que marcou presença na reunião para elucidar os membros presentes sobre a ação e a importância da CE CPLP, explicando que esta visa, acima de tudo, valorizar o espaço da economia e dinamizar o comércio e o investimento intra-CPLP.
A presença da CIMLOP em Portugal foi também mote para a promoção de uma Rodada de Negócios, organizada pela Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), e pela Associação Industrial Portuguesa (AIP), com o apoio da CIMLOP.
Nesta “Rodada de Negócios”, deu corpo a uma das principais vocações da estrutura confederativa, que visa a dinamização da atividade económica da fileira da Construção e do Imobiliário dos Países de Língua Oficial Portuguesa, e por esta via, das próprias economias destes países, harmonizando a informação sobre a oferta e a procura imobiliárias no vasto espaço da lusofonia. 
Importa recordar que esta Confederação integra já Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Cabo-verde e Guiné-Bissau, estando prevista para breve a adesão de São Tomé e Príncipe, e de Timor-Leste.